Escolhendo Chagas para Comer - Aprenda a Colher Chagas Comestíveis


Por: Mary Ellen Ellis

A capuchinha é uma planta anual que você pode cultivar para obter folhagem bonita, cobertura para trepadeiras e flores bonitas, mas também pode ser comida. Tanto as flores quanto as folhas da capuchinha são saborosas comidas cruas e frescas. Colher plantas de capuchinha como alimento é fácil, contanto que você conheça algumas dicas simples.

Flores e folhas comestíveis de capuchinha

Muitas pessoas presumem que as folhas são comestíveis, como uma erva ou salada verde, mas você também pode usar as flores, para decoração culinária e para comer. Tanto as folhas como as flores têm um sabor apimentado e picante e dão um toque especial às saladas verdes.

Também podem ser usados ​​em pratos cozidos, mas devem ser adicionados nos últimos minutos para evitar que cozinhe demais. Tanto as flores quanto as folhas, picadas, podem ser usadas em vinagretes, molhos e molhos. Você pode até encher as folhas maiores, como faria com folhas de uva. Use as flores para decorar sobremesas também.

Como Colher Chagas Comestíveis

Colher capuchinhas para comer é tão simples quanto arrancar flores e folhas conforme necessário durante a estação de crescimento. As flores podem ser comidas como botões ou quando estão em plena floração, mas as folhas têm o melhor sabor quando jovens e macias, portanto, escolha novas plantas para uso culinário. O sabor da planta ficará mais picante com o passar do dia, então escolha cedo para sabores mais suaves e no final do dia para mais energia.

As flores são óptimas para comer mas também para decorar. As flores murcham rapidamente, no entanto, corte as plantas com caules longos e guarde-as em um copo d'água, como qualquer flor de corte. Você pode usá-los no final do dia ou armazená-los na água na geladeira para uso no dia seguinte. Quanto antes você usá-los, mais frescos eles parecerão.

Suas capuchinhas terão um sabor melhor nas condições de cultivo adequadas. Se a planta ficar estressada, o sabor será desagradável. Felizmente, é fácil cultivar capuchinhas. Eles preferem sol pleno a um pouco de sombra. O solo deve ser bem drenado e não excessivamente fértil. Mantenha as suas plantas regadas de forma adequada, principalmente quando está calor lá fora, para evitar o stress que altera o sabor das folhas e das flores.

Comer capuchinhas é uma ótima maneira de adicionar um pouco de sabor exótico aos seus pratos comuns, e também uma ótima maneira de fazer seus canteiros de flores trabalharem em dobro. Essas flores ficam lindas em canteiros, trepadeiras e em recipientes, e fornecem comida para sua gaveta de vegetais.

Este artigo foi atualizado pela última vez em


Marketing

Buquês de flores costumam ser fáceis de vender no mercado dos fazendeiros, mas flores comestíveis podem dar certo. Comece permitindo que as pessoas os provem. Isso pode parecer um desperdício, mas se o sabor e a aparência realmente falarem com uma pessoa, você poderá conseguir um cliente regular no negócio. Você também pode adicionar capuchinhas às suas misturas de saladas para dar às misturas um pouco de cor e tempero. Honestamente, nada ajudará sua salada de primavera a se destacar mais.

Para restaurantes, comece a conversar com chefs no inverno sobre como cultivá-los. Eles provavelmente não estarão todos interessados, mas alguns se comprometerão. Descubra que tipo de volume eles podem querer e plante de acordo - uma planta lhe dará pelo menos uma a três flores frescas por dia na alta temporada, então plante de acordo.

Eu também recomendo tamanhos de cerveja para o mercado e alguns tamanhos de litro para restaurantes. (Ficar muito maior pode colocar muito peso nas flores do fundo.) Usamos recipientes simples e redondos de delicatessen para embalar, mas você também pode usar conchas sem ventilação. Os sacos podem funcionar, mas tendem a esmagar um pouco as folhas. Algumas pessoas também adicionam uma toalha de papel úmida para manter as flores frescas.

Garantir que suas capuchinhas mantenham a boa aparência no mercado é seu maior desafio, então eu recomendo uma banheira com água gelada para colocar os recipientes e mantê-los longe do sol. Além disso, mantenha os backups em um refrigerador com gelo (ou bolsas de gelo). Escolha-as no dia em que planeja vendê-las. A vida útil das flores nunca é mais do que alguns dias.


Sementes de capuchinha

As sementes de capuchinha também podem ser usadas como substituto das alcaparras. Basta colher as sementes de capuchinha enquanto ainda estão verdes e não endureceram. Coloque-os em uma garrafa ou jarro de vidro e cubra-os com vinagre. Você pode usá-los após três dias de imersão no vinagre e eles não precisam de refrigeração.

Meu uso favorito das flores de capuchinha é embebê-las em água com açúcar e, em seguida, colocá-las em uma taça de champanhe. O espumante do champanhe libera um pouco do sabor e é simplesmente delicioso.

As capuchinhas são muito fáceis de plantar, o que as torna ideais para crianças porque as sementes são fáceis de manusear e quase sempre germinam. Você pode escolher as variedades de escalada, anã, trilha ou capuchinha tradicional. Eles se dão bem em quase todas as zonas e vêm em flores simples e duplas. As capuchinhas florescem em branco cremoso, vermelho, marrom-avermelhado, laranja, amarelo e marrom.

Eles preferem solos arenosos, mas funcionam bem em qualquer lugar, desde que seja uma área bem drenada. Normalmente, quanto mais pobre é um solo, mais flores você obterá. O sol pleno até a sombra parcial é a melhor exposição para as capuchinhas. Plante capuchinhas no início da primavera e em junho você terá flores para saladas. Plante-os e não seja esnobe.

American Meadows tem uma grande mistura de capuchinha de anão. Mistura de polegar de Tom Thumb Mix de capuchinha de anão. Esta chagas compacta cresce em um monte de 8 a 12 altura com flores em tons de vermelho laranja escuro amarelo laranja claro e vermelho escuro. Use em canteiros e bordas ou como uma cobertura de solo ensolarada. É um anual. Clique na imagem abaixo para comprar a mistura de sementes.

Para obter mais ideias de jardinagem, visite meu Pinterest Gardening Boards.


História das Chagas

Claro, você não pode cultivar capuchinhas sem saber sobre sua comestibilidade. Sim, você pode comer nessas plantas. Todas as partes da planta acima do solo são consideradas comestíveis e a história da planta de capuchinha também revela que ela tem sido usada há muito tempo para fins medicinais. Os incas usavam capuchinhas tanto como salada de legumes quanto como erva medicinal. Thomas Jefferson até mesmo os plantou em sua horta em Monticello (pelo menos de 1774 em diante). Curiosamente, em uma entrada de seu livro de jardinagem, ele categorizou a capuchinha como uma fruta, indicando que ele comia as sementes em conserva, que foram descritas como tendo gosto de alcaparras torradas. E por falar em sementes, as capuchinhas até desempenharam um papel na Segunda Guerra Mundial. As sementes apimentadas eram moídas e usadas como substituto da pimenta-do-reino, que era difícil de encontrar e muito mais cara.

Como a planta tem propriedades antibióticas, anti-sépticas e antifúngicas, as folhas ou pétalas da capuchinha eram freqüentemente moídas para fazer uma pomada para tratar pequenos cortes e arranhões, bem como acne e outras irritações da pele. Além disso, as folhas e pétalas eram colocadas em água quente para fazer um chá para aliviar infecções respiratórias, escorbuto, doenças do trato urinário e estimular o trato digestivo. A flor também é considerada uma grande fonte de vitamina C.

A maioria das capuchinhas cultivadas nos primeiros dias eram da variedade de laranja alta, mas com o passar do tempo durante o século 19, os criadores produziram tipos menores e mais compactos, semelhantes aos que conhecemos hoje. As chagas são ótimas para espalhar em floreiras e cestos suspensos. E as capuchinhas do tipo arbusto podem ser usadas como armadilhas para pulgões na horta. Plante-os em uma área de sol total ou parcial com solo bem drenado.


Assista o vídeo: FLUFFY SLIME GIANT


Artigo Anterior

O que é uma planta de cabaça de cobra: informações e crescimento de cabaça de cobra

Próximo Artigo

Vallotta: atendimento domiciliar, transplante e reprodução, tipos e fotos