Fertilizantes


Descrição

Os fertilizantes, na agricultura e na jardinagem, são substâncias e técnicas que visam trazer nutrientes ao solo, estabilizá-lo, modificar ou melhorar suas propriedades físico-químicas para favorecer o crescimento das plantas e aumentar a produção. Em um sentido amplo, os fertilizantes não incluem apenas substâncias ou produtos com uma composição química ou orgânica específica, mas também técnicas de cultivo precisas que visam aumentar a “fertilidade” do solo e das plantas. Entre os fertilizantes mais comuns encontramos fertilizantes, mas também substâncias (sintéticas ou biológicas) definidas como corretivas ou corretivas. Os fertilizantes são usados ​​principalmente para trazer nutrientes essenciais ao solo para o crescimento das plantas, como nitrogênio, fósforo e potássio, enquanto os aditivos são usados ​​para modificar as características físico-químicas do solo para torná-los mais adequados às necessidades das espécies cultivadas. Os corretivos visam essencialmente modificar o PH do solo, tornando-o ácido, se básico, e vice-versa, enquanto os corretivos são utilizados para tornar cultiváveis ​​terras com características físicas anômalas. Geralmente, as anomalias em certos solos são corrigidas retornando-os a um pH neutro.


Técnicas de fertilização

Além de certas substâncias químicas e naturais, os fertilizantes também podem incluir práticas de cultivo específicas que visam melhorar a qualidade do solo e da planta cultivada. Expandindo a definição de "fertilizante" poderíamos incluir também neste termo a técnica de irrigação, aeração, aração, adubação verde e revolvimento do solo, até poda e enxertia. Na verdade, todas as práticas de cultivo visam os mesmos objetivos: promover o crescimento saudável das plantas, garantir a nutrição adequada do solo e das raízes das plantas, tornar as espécies cultivadas mais resistentes às adversidades e às doenças. A fertilização do solo por meio de substâncias específicas e técnicas direcionadas é o passo fundamental para aprender a cultivar suas próprias plantas, tanto para fins ornamentais quanto para fins puramente agrícolas.


Fertilizantes químicos

A rigor, porém, o termo "fertilizante" refere-se a certas substâncias que, adicionadas ao solo, condicionam sua nutrição e a capacidade de promover o desenvolvimento adequado e saudável das plantas. Dentre os principais fertilizantes usados ​​na agricultura e jardinagem, destacam-se os químicos, principalmente nos tempos modernos. São produtos obtidos a partir de processos industriais mais ou menos complexos que utilizam misturas de substâncias minerais úteis para a fertilização do solo. As substâncias necessárias ao solo, presentes na natureza, como nitrogênio, potássio, fósforo, cálcio, ferro, magnésio e outros, são combinadas com outros compostos químicos que acentuam a eficácia e os tempos de fertilização do próprio solo. Os fertilizantes químicos contendo substâncias nutritivas do solo também são chamados de fertilizantes. No mercado existem fertilizantes químicos na forma líquida, granulada ou em pó. Com base na formulação e na substância contida, distinguem-se os fosfáticos, de nitrogênio e de potássio. As combinações com outros componentes químicos podem levar ao surgimento de potássio ou cloretos fosfáticos e sulfatos e nitratos nitrogenados e ureia. Os fertilizantes químicos têm registrado consumo excessivo nos últimos anos devido à facilidade de transporte e preços de venda extremamente acessíveis, ainda que alguns estudos mostrem que essas substâncias têm alto impacto ambiental por considerá-las entre os prováveis ​​produtos responsáveis ​​pelo efeito estufa. Entre os fertilizantes químicos, destacam-se o acetato de vinila do ácido maleico e os sais férricos, enquanto entre os fertilizantes corretivos citamos cianamida de cálcio, nitrato de cálcio, sulfato de amônio e potássio, cloreto (sempre potássio) e superfosfato mineral. Os fertilizantes químicos complexos, que são compostos de vários elementos, podem ter uma função tanto nutricional quanto corrigida e corretiva, a ponto de tornar muito estreitos os limites que diferenciam fertilização de fertilização.


Fertilizantes naturais

Os fertilizantes naturais derivam de substâncias orgânicas, ou seja, de organismos vivos que sofreram transformações moleculares por microrganismos ou tratamentos específicos, mas não de natureza industrial. Os fertilizantes naturais têm a vantagem de não serem poluentes e em todo o caso de serem menos poluentes que os químicos e de respeitarem melhor a fisiologia do solo e da planta. Entre outras coisas, os fertilizantes naturais são aqueles permitidos na agricultura orgânica que, em seus métodos de cultivo, exclui precisamente o uso de produtos químicos e outros processos industriais. Mesmo os fertilizantes naturais, como os químicos, podem ter função nutricional, corretiva e corretiva ao mesmo tempo. É o caso do esterco, que contém tanto compostos essenciais para a nutrição das plantas (nitrogênio, fósforo, potássio), quanto minerais com propriedades modificadoras, como o cálcio e o magnésio. A fertilização também pode ocorrer com outros produtos absolutamente naturais, como argila, areia, com funções corretivas, sangue animal seco, com funções nutricionais, húmus, que inclui turfa, e composto.


Húmus

Humus é considerado o principal fertilizante natural. É uma substância que se forma a partir da decomposição de resíduos vegetais (folhas, madeira, pétalas de flores, raízes). As partes das plantas que as plantas perdem em certas condições, acumulam-se no solo e são decompostas por microrganismos que as decompõem em substâncias orgânicas elementares ricas em carbono e nutrientes. A decomposição das partes orgânicas das plantas ocorre em condições de estagnação ou imersão ou aeração particular. O húmus pode se formar em pântanos, mas também em florestas. Com base nas condições em que se forma, teremos diferentes tipos de húmus, com uma composição mineral diferente de um composto para outro. Em condições de imersão total, forma-se turfa, que é o precursor do carvão. A turfa deriva da decomposição orgânica de restos vegetais e animais imersos na água e é utilizada como nutriente e para o solo, promovendo também a sua permeabilidade. Alguns tipos de turfa, como a turfa branca, sem nitrogênio e sais minerais, são usados ​​como fertilizantes para plantas carnívoras. O húmus ácido é formado em solos florestais, enquanto o húmus cálcio é criado em solos agrícolas e de pradaria. O húmus é de importância quase fundamental nos processos de fertilização biológica do solo, pois permite uma melhor absorção de nutrientes, uma excelente retenção de água, o que reduz os custos de irrigação, e uma boa interação com as substâncias minerais que permitem melhorar a química e características físicas do solo.


Composto

Composto é uma espécie de húmus artificial obtido por processos humanos (mas não químicos) que possibilitam a obtenção de uma substância semelhante ao húmus, derivada da decomposição de matéria orgânica (restos de plantas, madeira, insetos e animais) por bactérias e microrganismos . A diferença entre composto e húmus está nos métodos de obtenção do fertilizante. O primeiro é obtido a partir do processamento de resíduos orgânicos em plantas industriais especiais, chamadas centrais de compostagem. Nessas plantas as condições são recriadas para favorecer o desenvolvimento de microrganismos e bactérias que se alimentam dos resíduos, transformando-os em composto. O composto também é obtido com o descarte de resíduos orgânicos domésticos (cascas de frutas, sobras de almoço, jantar e similares). Em casa e no jardim, o composto pode ser obtido por métodos muito simples. Os mais importantes são a compostagem em pilha e superfície. O composto de pilha é obtido pela trituração de vários resíduos orgânicos (solo velho, flores murchas, palha, borra de café, folhas e caules de legumes, frutas, etc.). Adicionar madeira às substâncias picadas melhora o processo de decomposição. Os resíduos podem ser picados manualmente ou com picadores especiais. A mistura de resíduos deve ser adicionada a outras substâncias ricas em nutrientes, como o esterco, que é rico em nitrogênio e serve para se ligar ao carbono, potencializando as propriedades do composto. A mistura deve ser decomposta em local bem ventilado, tomando-se o cuidado de umidificá-la nos períodos quentes e secos e protegê-la nos períodos mais úmidos e chuvosos. A aeração evita o acúmulo de umidade no composto, o que pode causar o desenvolvimento de fungos nocivos. O composto de superfície é obtido com a mesma técnica da pilha, exceto que a pilha picada deve ser decomposta ao pé das plantas. Antes deste procedimento, o solo deve ser enxado, enquanto a pilha deve ser agitada freqüentemente para garantir uma boa ventilação.


Arar

As técnicas de cultivo também desempenham um papel fertilizante para o chão. Entre essas técnicas encontramos a aração, praticada em campos agrícolas. A aração consiste em derrubar alguns torrões de solo com o arado. Esta ferramenta move o solo cortando-o ou virando-o. A aração é realizada em áreas, ou seja, procedendo em parcelas de terreno denominadas fatias. Os diferentes movimentos nas fatias individuais envolverão a aração completa do solo. O objetivo da aração é melhorar as características químicas e físicas do solo para torná-lo adequado para o cultivo de plantas. A movimentação do solo também estimula sua aeração que, por sua vez, facilita a ação das bactérias, promovendo também a absorção de nutrientes.


Estrume verde

Dentre as técnicas de fertilização também lembramos a adubação verde. Esta técnica consiste em enterrar culturas específicas para melhorar a fertilidade do solo. O adubo verde permite maior absorção do nitrogênio atmosférico no solo. Com essa prática, o risco de erosão do solo é reduzido, a disponibilidade de nitrogênio nítrico é mantida e a quantidade de substância orgânica necessária para a nutrição das plantas é aumentada. O adubo verde é praticado na agricultura orgânica, especialmente em áreas com clima árido e quente, onde os fertilizantes orgânicos às vezes podem ser escassos.



Fertilizantes naturais para o seu jardim biodinâmico

Fertilizantes naturais para o seu jardim biodinâmico

É extraordinário como na agricultura biodinâmica buscar remédios para o cuidar das plantas por meio do que a própria natureza produz e nos dá. É fascinante observar como na Natureza está tudo o que esta necessita para as suas necessidades, na equilíbrio perfeito, harmonia e respeito com todos os seres e organismos que interagem com ele.

Para produzir fertilizantes naturais pois o cuidado de nossas plantas é uma atividade que faz parte de um processo que visa respeitar o meio ambiente, economizando energia e tempo que nos quer entrar em sintonia e contato próximo com a natureza e seus infinitos recursos e possibilidades. Vamos ver juntos alguns tipos de fertilizantes naturais que nos ajudam a cuidar do nosso jardim biodinâmico.


Fertilizantes para o jardim: características do tratamento de primavera de plantas no jardim

Já com os primeiros raios de sol da primavera no jardim, a obra começa. As plantas precisam ser preparadas para o verão, cortadas, caiadas de branco, tratadas com pragas. No final de março, bem ao longo da crosta de gelo, são introduzidos os primeiros fertilizantes. A escolha deles é enorme e jardineiros novatos podem [...]

Já com os primeiros raios de sol da primavera no jardim, a obra começa. As plantas precisam ser preparadas para o verão, cortadas, caiadas de branco, tratadas com pragas. No final de março, bem ao longo da crosta de gelo, são introduzidos os primeiros fertilizantes. A escolha deles é enorme, e jardineiros novatos podem achar difícil entender o que e quando fazer. Neste artigo, vamos falar sobre a nutrição adequada do jardim.

  1. Fertilizantes minerais para o jardim
    • Fertilizantes fosfatados
    • Fertilizantes de potássio
    • Fertilizantes de nitrogênio para o jardim
  2. Fertilizantes orgânicos
    • estrume
    • Excrementos de pássaros como fertilizante para o jardim
    • fertilizante
    • cinzas
    • sapropel
    • Uma variedade de fertilizantes orgânicos para o jardim
  3. Fertilizante homeopático de "jardim saudável"
  4. Fertilizantes complexos
  5. Erros que não podem ser cometidos ao aplicar fertilizantes

Fertilizantes minerais para o jardim

Fertilizantes fosfatados

Os fertilizantes mais comuns com teor de fósforo são a farinha de fósforo e o superfosfato.

  • A maioria dos residentes de verão escolhe o superfosfato testado ao longo de décadas como grânulos, com um teor de fósforo de 48%. O momento de sua introdução no solo depende de uma determinada cultura, mas, no entanto, refere-se aos fertilizantes de outono que são introduzidos sob a escavação do solo. Isso se deve ao fato de que o fósforo é necessário para formar um bom sistema radicular, tão importante para o sucesso do inverno das plantas.
  • Com a aplicação da primavera, o número de botões florais aumenta, estimula a formação de frutos.

Dica: Os fertilizantes minerais fosfóricos não são recomendados para aplicação simultânea à cal, pois interfere na assimilação do fósforo pelas raízes.

  • O consumo de fertilizante está sempre indicado na embalagem, por exemplo, para superfosfato duplo é de 80-100 g / m2.
  • Para uma assimilação mais rápida do fósforo pelas plantas, é recomendável preparar um revestimento de cobertura líquido. Para fazer isso, o superfosfato é imerso em água por três dias. Para irrigação, apenas fertilizante líquido é adequado e o sedimento pode ser despejado na pilha de composto.

Fertilizantes de potássio

  • O potássio aumenta a resistência das plantas a fatores externos desfavoráveis, como geadas, secas ou pragas. Experimentalmente, os fertilizantes à base de potássio mostraram ajudar a reduzir significativamente o grau de danos às plantas causados ​​por doenças fúngicas. Mas é rapidamente lavado pela chuva, portanto, sua introdução regular no solo ou pulverização é necessária.

  • É melhor introduzir fertilizantes de potássio junto com fertilizantes de fósforo. No entanto, é recomendado excluir a combinação com nitrogênio. Isso porque o potássio aumenta a quantidade de carboidratos no sistema radicular tão necessários para a formação das micorrizas, mas os fertilizantes de nitrogênio passam a utilizá-los para formar seus compostos orgânicos.

Como usar fertilizante de potássio corretamente:

  • Não deve ser usado ao cultivar mudas e ao transplantar mudas de plantas de jardim para um local permanente
  • para áreas áridas ou para fertilizar plantas em estufas é melhor usar sulfato de potássio granular, e para regiões com chuvas frequentes, nitrato de potássio ou cloreto de potássio serão produzidos
  • para solos ácidos será melhor usar cloreto de potássio
  • eles são compatíveis com quase todos os fertilizantes
  • os fertilizantes de potássio chegam às raízes da planta somente depois de serem dissolvidos com água, então quando você faz isso é importante regá-los, mas não muito. Caso contrário, o potássio simplesmente se dissolverá sem ter que sugar as raízes
  • recomenda-se fazê-los em pequena quantidade, mas com freqüência. Isso dá um resultado melhor do que o dobro de uma dose alta por temporada
  • é impossível derramar cobertura diretamente no caule da planta, é necessário recuar 15-20 cm

Fertilizantes de nitrogênio para o jardim

Fertilizante popular contendo nitrogênio, que é adequado para fertilizar o jardim na primavera:

  • todos os tipos de salitre (sódio, potássio, cálcio, amônio)
  • ureia, o segundo nome é ureia
  • NPK.

A maior porcentagem de nitrogênio está no nitrato de amônio, onde é 1/3 do fertilizante. Mas ao colocá-lo no solo deve-se levar em conta que ele acidifica significativamente a terra, por isso junto com ele se recomenda fazer cal.

Como usar fertilizantes de nitrogênio corretamente:

  • Não é recomendado introduzi-lo junto com fertilizantes que contenham fósforo (superfosfato ou farinha de fósforo)
  • para regar mudas na primavera ou mudas enraizadas no verão, é melhor usar uma solução líquida. Para fazer em casa, é necessário diluir 10 g de nitrato de amônio por 10 litros de água. A solução de amônia não é apenas derramada sob a raiz, mas também polvilhada com folhagem. Assim, as substâncias orgânicas são rapidamente absorvidas pelas plantas
  • com a aplicação a seco, recomenda-se a aplicação de fertilizantes nitrogenados na primavera ou na primeira metade do verão, pois estimulam o acúmulo de massa verde. A exceção é o morango de jardim, que precisa de nitrogênio no final do verão, para que tenha tempo de crescer mais folhas no inverno, o que o protegerá das geadas de inverno
  • com exceção de alimentos, soluções contendo nitrogênio podem ser usadas para combater doenças de plantas. Por exemplo, a ureia com alto teor de nitrogênio (46%) é perfeitamente adequada para a prevenção de crostas ou mofo
  • para solos ácidos, é aconselhável interromper a escolha do nitrato de cálcio ou de sódio. Embora seu conteúdo de nitrogênio não exceda 15-16%, eles estimulam perfeitamente o crescimento das plantas sem acidificar o solo
  • Não use em seu jardim fertilizantes de nitrogênio, que contêm aditivos de cloro. Eles não só pioram a composição do solo, mas também podem afetar adversamente o desenvolvimento fisiológico de muitas culturas de jardim
  • sob árvores frutíferas e arbustos, fertilizantes de nitrogênio são introduzidos 2 vezes por temporada. Primeiro na primavera, quando o solo aquece e não há probabilidade de geadas reversas. E pela segunda vez - no início do verão. Se o solo for argiloso, fertilizantes, como sulfato de amônio, podem ser introduzidos até o outono. Mas necessariamente enterrar no solo, caso contrário, eles perdem rapidamente propriedades úteis
  • para colocá-los nos logs, eles devem ser distribuídos uniformemente. Se o solo estiver seco e não houver previsão de chuva, regue-o. Isso evitará uma queima do sistema raiz.

Fertilizantes orgânicos

Você não pode apenas comprar fertilizantes para o jardim, mas também produzi-los você mesmo.

Estrume

  • Este é sem dúvida o fertilizante orgânico mais popular em hortas e vilas. Dependendo de quem (vaca, cavalo) depende da dosagem e de como é introduzida no solo. Mas, em qualquer caso, não pode ser usado fresco, uma vez que todas as substâncias necessárias para a planta ainda estão em uma forma não utilizada.
  • Quando o esterco se deposita, começam os processos de decomposição, que formam uma grande quantidade de gás tóxico para as plantas. Além disso, o risco de germinação de sementes de ervas daninhas é considerável, que não teve tempo de murchar.

Como usar corretamente o estrume como fertilizante:

  • antes da aplicação, o estrume deve necessariamente ser revolvido. Para isso, empilhe, polvilhe por cima uma camada de turfa 20-25 cm e deixe agir durante todo o verão. Mas este método não é adequado para estrume de cavalo, ele acabará. Recomenda-se deixá-lo por um curto período de tempo (não mais do que 2х3-3 semanas)
  • para uma concentração mais alta de fertilizante, o estrume pode ser adicionado aos fertilizantes minerais. Assim, 100 kg de estrume requerem 1-2 kg de superfosfato. É desejável adicionar este fertilizante ao solo uma vez em 2 estações sazonais. O custo depende da fertilidade do solo e em média é de 5 kg / m2.

Excrementos de pássaros como fertilizante para o jardim

A cama de pássaros deve ser mencionada separadamente, na medida em que a concentração de nutrientes para as plantas é significativamente maior do que os fertilizantes para vacas e cavalos.

  • Em sua forma pura, não pode ser aplicado a plantas, mesmo aquelas que apodreceram, apenas para o outono ou a primavera cavando o solo. Em média, o consumo por metro quadrado de terreno não deve ultrapassar 250 g.

  • Use-o para fertilizar plantas no verão só pode ser na forma líquida. Para fazer isso, encha o tanque com uma terceira cama de pássaros e encha-o com água. Para amadurecer a solução, ela deve ser misturada por 3-4 dias. Mas mesmo neste caso a concentração permanece muito alta, então antes da aplicação direta de uma solução sob uma planta, ela deve ser diluída com água 4 vezes.

Fertilizante

É um excelente fertilizante orgânico, que praticamente dispensa aplicações financeiras.

  • Isso é feito de várias maneiras, cada uma delas com suas vantagens e desvantagens. Por exemplo, muitos cavam um buraco de composto e adicionam lixo orgânico, grama inclinada e outra vegetação desnecessária durante o verão (exceto ervas daninhas que podem eventualmente brotar). Este método é o mais barato, mas para fazer o composto você tem que puxar a pilha inteira. E devido à falta de acesso ao ar, o processo de decomposição é um pouco mais lento.
  • A segunda maneira - caixas de compostagem. Eles são vendidos já feitos de plástico ou feitos por si próprios. O principal é fornecer uma porta no fundo, através da qual será conveniente retirar o composto no futuro. Para acelerar o amadurecimento dos fertilizantes, recomenda-se o uso de compostos especiais, por exemplo, "Baikal". Além disso, a pilha de composto pode ser regada periodicamente e coberta com um filme. Alguns jardineiros adicionam excrementos de pássaros à pilha de compostagem.
  • Para evitar um odor desagradável devido ao amadurecimento do composto, cada camada de novo resíduo deve ser coberta com turfa.
  • Se galhos triturados ou serragem forem adicionados ao composto, então, neste caso, ele não será adequado para fertilizar o solo antes de 1-1,5 anos.

Cinzas

As cinzas de madeira nobre são uma excelente adição aos fertilizantes minerais. É rico em fósforo, potássio, cálcio e uma série de outros microelementos, que são facilmente assimilados pelas plantas.

Como fazer cinzas corretamente:

  • No local protegido da umidade, as cinzas podem ser armazenadas por anos, enquanto o cálcio, o fósforo e o potássio serão preservados. Mas é mais conveniente fazê-lo durante todo o período vegetativo direto do fogão
  • As cinzas são sempre despejadas na cova da plantação, junto com fertilizantes ou esterco muito maduro. O solo preenchido desta forma dentro de 3-4 anos dará à planta micronutrientes úteis, o que significa que ela não precisará mais de fertilizantes adicionais
  • sob as plantas jovens, as cinzas são dispersas no início da primavera. Junto com a neve derretida, ele vai penetrar nas raízes superficiais e ser alimentado já em temperatura zero
  • A cinza é boa porque contém uma grande quantidade de cálcio, mas não há substâncias que contenham cloro.

Sapropel

  • Este também é um tipo de fertilizante orgânico. Sapropel é um depósito do fundo dos tanques, que gira com o lodo e, portanto, acumula oligoelementos úteis. Ele pode ser adicionado ao composto ou misturado com fertilizantes minerais quando plantado.

Uma variedade de fertilizantes orgânicos para o jardim

  • "Darin" - esta é uma série de medicamentos, mas todos são feitos à base de sapropel. Eles também adicionaram um complexo de fertilizantes minerais, como nitrogênio, ácidos húmicos, fósforo, potássio. Afeta significativamente o aumento do rendimento.
  • EM É o nome do fertilizante, que significa microorganismos eficazes. É adicionado ao composto, o que acelera significativamente a sua preparação (1-2 meses). Mais eficaz quando feito por meio de compostagem no outono. Adequado para solos pobres e econômico de usar.
  • TMAU- Fertilizantes de turfa e amônia mineral. Eles são produzidos com base de turfa, água de amônia, cloreto de potássio, superfosfato e vários oligoelementos. É adequado para tratar todas as árvores e arbustos de frutas e bagas. Para a temporada, basta adicionar 1 kg da mistura ao caule da planta adulta.
  • Molho de ervas de alta qualidade. Para isso, grama de jardim romba, dente-de-leão, urtiga, banana, mostarda e mocryca são excelentes. Eles enchem um terço do recipiente e o enchem com água. Poucos dias depois, o fertilizante estará pronto. É adequado para todas as plantas de jardim, mas tem um cheiro extremamente desagradável.

  • Casca de ovo. A casca do ovo triturada é rica em cálcio, além de ajudar a reduzir a acidez do solo. Recomenda-se usá-lo para alimentar bagas de espinheiro-mar, cerejas, ameixas, porque essas culturas reagem de forma muito aguda à alta acidez do solo.

Fertilizante homeopático de "jardim saudável"

  • Essa droga, inventada em São Petersburgo e não tem análogos no mundo. É ecologicamente seguro, pois é composto por grânulos de açúcar refinado, que se estruturam sob a influência do magnésio, potássio, sódio e até ouro.

  • O fertilizante do "jardim saudável" purifica os vegetais dos nitratos e protege as plantas de pragas e doenças. Recomenda-se a sua utilização para quem tem horta perto de auto-estradas.
  • No local, o "jardim saudável" é usado para regar ou pulverizar plantas jovens e adultas. Por ser vendido na forma de grânulos, será necessário fazer a solução de forma independente. Para fazer isso em 1 litro, é necessário dissolver 2 grânulos.

  • as plantas se tornam mais resistentes à maioria das doenças, incluindo sarna e oídio
  • sua resistência à seca aumenta
  • é especialmente eficaz para macieiras, após a aplicação da droga a decídua diminui várias vezes, devido ao fato de que as plantas não são afetadas por pulgões, mariposa, macieira
  • o acúmulo de vários venenos pelas plantas é reduzido. Que pode entrar no solo junto com fertilizantes
  • As flores de corte duram mais tempo na água.

Fertilizantes complexos

Especialmente desenvolvidos para preparações à base de plantas, contêm todos os oligoelementos necessários nas proporções corretas. Eles são escolhidos de forma que todos sejam assimilados com o máximo benefício e respeito ao meio ambiente.

  • "O gigante" - fertilizante granulado para todos os tipos de culturas hortícolas. Após a aplicação, o solo é enriquecido por 3-4 anos. Não requer dissolução em água. Ao plantar pepinos ou tomate na cova de plantio, faça 1 colher de sopa. uma colher cheia de grânulos.
  • "Baga" - como o nome sugere, é adequado para aplicação sob arbustos de bagas. Gostam especialmente de morangos e morangos, que são danificados pelo excesso de fertilizante mineral. Não só aumenta o rendimento, mas também acelera o amadurecimento dos frutos. Trazer na primavera por 1 colher de sopa. colheres sob o mato e no verão, novamente durante o amadurecimento da safra. Também é recomendado usá-lo para framboesas, madressilvas, groselhas e outros arbustos de bagas.
  • "Ideal" vendido na forma líquida em 1,5 litros. garrafas. Esta preparação altamente concentrada é adequada para a cobertura de todas as culturas de jardim. Afeta o aumento da produtividade e a resistência das plantas a doenças e pragas, por exemplo, coxa preta e oídio. Também é utilizado na alimentação através das folhas, diluindo previamente 50 ml da solução em 10 litros de água. A pulverização deve ser feita duas vezes por temporada, gastando 5 litros / m2.


Grãos de café

Quantas coisas eu sou Grãos de café! Desde a limpeza de ralos e canos, até a cura de rugas e celulite, bem como como fertilizante natural, graças à presença de nitrogênio e antioxidantes. Essas substâncias são capazes de enriquecer o solo. O pó de café também pode ser adicionado a composto ou, uma vez desintegrado, espalhado no solo, tornando-o mais ácido.

O melhor uso deste fertilizante natural é encontrado em azaléias, camélias, mirtilos, rododendros, rosas e, mais geralmente, em todas as plantas perenes. Graças ao aporte de diversos nutrientes ao solo, a borra de café também desempenha uma ação repelente contra parasitas e caracóis.


Cascas de ovo

Mesmo este elemento de lixo de cozinha é precioso para nossa horta ou jardim: lavado, picado e sepultado no chão, eu cascas de ovo favorecem a fertilidade do solo e também lutam contra parasitas que infestam as plantas, bem como os animais de corpo mole - caracóis, caracóis, lagartas e vermicelli, capazes de estragar as nossas folhas.

Além disso, as cascas dos ovos contêm carbonato de cálcio para mais de 90% e também são usados ​​para resolver um dos problemas mais comuns de cultivar uma horta ou manter mudas na varanda. Entre os casos mais típicos, o tomateiro que em muitos casos não é forte o suficiente para suportar o peso do fruto: graças às cascas dos ovos, desta forma, torna-se mais forte.


Fertilizantes e fertilizantes para plantas e flores

Gardena Distribuidor manual de fertilizante M

Este produto não está disponível no momento!

DieWurmfarm Tenefert - fertilizante BIO Flour Moth

  • Totalmente natural
  • Para todas as frutas, vegetais e plantas ornamentais
  • Produzido de forma sustentável na Áustria

Rotes Gold Pó de argila vermelha - 3 kg

Biotaurus Harvest Happy - Ativador para Plantas Orgânicas

  • Para todas as frutas e vegetais
  • Alternativa para fertilizante
  • 100% natural

Biotaurus Citrus in Festa - Ativador de Plantas Orgânicas

Biotaurus Polegar Verde - Ativador Para Plantas Orgânicas

Biotaurus Dream of Orchids - ativador para plantas orgânicas

Biotaurus Giardino Felice - Ativador para Plantas Orgânicas

Biotaurus Magia di Rose - Ativador para Plantas Orgânicas

Oleum Viva Emulsão Oleum Viva 60 ml

Lithos LithoPlant

Urbanscape Rebanhos Verdes

Biotaurus Oásis na varanda - ativador para plantas orgânicas

Envio em 1-2 semanas

BioGarten Steiner Fertilizante orgânico de lã de ovelha - árvores, arbustos e sebes

  • 10% orgânico
  • Efeito fertilizante de longo prazo
  • Armazenamento ideal de água

Lithos InokuLith

  • Reduz o desenvolvimento de odores
  • Promove a decomposição de compostos orgânicos
  • Fácil de usar

Biotaurus Composto Precioso - Ativador para Plantas Orgânicas

Morrer Natur Cobertura de composto

  • Dimensões: 2x2 m
  • Repelente de água e respirável
  • Protege contra umidade e desidratação

BIOgarten Falter & Steiner Concime Biologico di Lana di Pecora "Premium"

Windhager Telo Protettivo per Compost

BIOgarten Falter & Steiner Mix di Concime Biologico -​ Alberi, Arbusti, Siepi, Conifere e Rose

  • Microgranuli rinforzanti
  • Promuove la formazione di humus
  • Dalla Baviera e dall'Austria

BIOgarten Falter & Steiner Concime Biologico in Pellet Plus

BIOgarten Falter & Steiner Mix di Concime Biologico -​ Piante da Balcone e Vaso

  • 50% lana vergine di pecora e 50% fertilizzante naturale
  • Ottimale per piante da balcone e vaso
  • Prodotto utilizzando l'esclusiva tecnologia Mini-Pell

Esschert Design Carbone Attivo per Terrario

Questo prodotto non è al momento disponibile!

BIOgarten Falter & Steiner Concime Vegetale Biologico -​ Verdure e Orto Rialzato

Tutti i prezzi IVA inclusa

Media delle recensioni per la categoria Fertilizzanti, concimi e humus:

Leggi la nostra rivista:

Scopri Bloomling Italia:

Nuovi prodotti:

Spedizione gratuita in Italia
a partire da € 37,90

Pagamento sicuro
con crittografia SSL

Lavoriamo a zero emissioni

Evitiamo le emissioni di CO2 ove possibile. Compensiamo il resto con progetti eco-sociali.

Hai bisogno di un aiuto per il tuo ordine? Scrivici e saremo felici di aiutarti.

Shopping sicuro e affidabile

  • Spedizione gratuita in Italia
    a partire da € 37,90
  • Pagamento sicuro
    con crittografia SSL

Pagamento sicuro attraverso

  • Contrassegno
  • Bonifico anticipato


Video: Existe diferença entre adubo e fertilizante? 06012019


Artigo Anterior

O que é uma planta de cabaça de cobra: informações e crescimento de cabaça de cobra

Próximo Artigo

Vallotta: atendimento domiciliar, transplante e reprodução, tipos e fotos