Esculenta


Esculenta

Colocasia esculenta, ou taro, é uma planta perene das ilhas do Pacífico e difundida especialmente em áreas tropicais. É cultivado principalmente na Nigéria, Gana, Camboja, Costa do Marfim. A colocasia esculenta também é cultivada como planta de interior e, em regiões de clima temperado, também pode ser colocada nas margens de lagoas ou outros corpos d'água; pode atingir uma altura de um metro e meio. As folhas desta planta têm formato de coração alongado, são grandes e particularmente decorativas, quase sempre com contorno ondulado. As inflorescências do colocasia esculenta eles são formados por uma haste composta por flores circundadas por uma bráctea. Lá colocasia esculenta tem tubérculos parecidos com batata e uma farinha é produzida com os rizomas; estes rizomas podem ser de cor vermelha ou branca e caracterizam-se por um sabor muito particular que pode ser apreciado ou não, a polpa é avermelhada ou de cor clara.


Ambiente e exposição

Colocasia esculenta prefere um clima temperado com temperaturas entre dezoito e vinte e cinco graus, gosta de bom brilho, mas não de sol direto. É aconselhável não colocá-lo perto de aquecedores e em áreas de vento forte. No verão pode ser colocado no exterior em aquário ornamental, no inverno deve ser abrigado ou cultivado em estufa.


Chão

O solo mais adequado para colocasia esculenta é rico em matéria orgânica, macio e muito bem drenado.


Plantio e repotting

O plantio da colocasia esculenta deve ser realizado na primavera ou no outono em solo fértil que retenha umidade por um período prolongado. Já o repoteamento será feito a cada dois ou três anos, substituindo-se o vaso anterior por outro um pouco maior.


Rega

Como mencionado anteriormente, a colocasia esculenta necessita de um solo que esteja sempre úmido, então teremos que regá-lo regularmente sem exagerar na ingestão de água para evitar a estagnação da água que pode ser vetor de doenças fúngicas. Em seguida, regado uma vez por semana, mas com quantidades moderadas de água.


Fertilização

O taro deve ser fertilizado na primavera a cada vinte dias, o fertilizante mais adequado deve ser rico em potássio e nitrogênio, elementos fundamentais para o crescimento de uma nova vegetação; será do tipo líquido e será dissolvido na água usada para regar, ou você pode escolher um fertilizante granulado de liberação lenta.


Reprodução

A Colocasia esculenta se espalha dividindo os rizomas na primavera. As partes do rizoma serão colocadas em uma área sombreada dentro de um recipiente com turfa e areia. Nessa fase, a temperatura ideal deve ser em torno de vinte e cinco graus. Após esta operação, eles irão transplantar as novas mudas para um recipiente maior.


Poda

Mais do que poda, as folhas maiores serão limpas com pano úmido e eliminadas as partes secas, doentes e fracas.


Flores

As flores da colocasia esculenta reúnem-se em inflorescências pontiagudas e são envolvidas por uma bráctea de cor clara, desenvolvem-se e florescem no verão.


Doenças e parasitas

É sempre necessário ter cuidado, no caso do cultivo em vasos, para não deixar água estagnada nos pires e, no cultivo em campo aberto, não fornecer água em excesso, esses comportamentos podem levar ao aparecimento de doenças fúngicas mesmo muito grave e prejudicial à planta; além disso, evitamos expô-lo ao sol direto, pois isso poderia causar queimaduras nas folhas. Além disso, a colocasia esculenta costuma ser vítima de infestação por pulgões, se fosse a vítima, administrar pesticidas específicos.


Venda

Podemos encontrar facilmente esta planta no mercado, o importante é escolher sempre as mais saudáveis ​​e vigorosas. Se não conseguirmos comprar nas lojas, podemos sempre recorrer à venda online.


Curiosidade

A raiz da colocasia esculenta, se comida crua, é particularmente tóxica, mas, quando cozida, fornece elementos nutritivos semelhantes aos da batata, com maior presença de ferro e cálcio, um bom suprimento de potássio. Os rizomas são utilizados para a produção de farinha e deles obtém-se um amido particularmente adequado como calmante em medicina e como ingrediente para a biodegradabilidade do plástico no setor industrial.

Aqui estão alguns usos dos rizomas da colocasia esculenta. Pode ser cortado em pedaços e fervido em água com sal e comido como uma batata cozida; ou pode servir de acompanhamento para peixes e carnes. Você também pode cozinhá-lo como um purê ou fritar como se fizéssemos os clássicos chips.

Um estudo realizado em populações que se alimentam abundantemente dessas raízes mostrou que elas apresentam menor incidência de desenvolvimento de cáries e infecções gengivais, mas também de doenças como pneumonia, enterite e diarreia.




PARA ndrea Caretto (Torino, 1970, Licenciatura em Ciências Naturais) e Raffaella Espanha (Rivoli, 1967, Licenciatura em Arquitetura).

ou L a Lingua dell’Aria / The Air Languag e, Zenne Garden, Bruxelas (Bélgica), com curadoria de or nothing e [SIC]

o FieldWorks_Wachau, k unstraumarcade, Mцdling (Áustria), com curadoria de Verena Gamper

ou eu. Malus , Cittadellarte - Fundação Pistoletto, Biella (Itália)

o S ystemic Collection, GAM (Galeria Cívica de Arte Moderna e Contemporânea, Torino, (Itália), com curadoria de Luigi Fassi

o Retour sans prйavis / Back without Warning, art3 Art Contemporain, Valence (França), editado por Sylvie Vojik - www.art-3.org/projets-territoire/408.php/

o On ne peut pas descendre deux fois dans le mкme fleuve / Você não podia pisar duas vezes no mesmo rio, CAP - Centre D'Art Plastique, Saint Fons, França, com curadoria de Anne Giffon Selle

o Exposição "O", Rurart Centre d’Art, Rouillй (França), com curadoria de Arnaud Stines

o De La Transformation Des Choses, residência e exposição individual no CAIRN (Centre d'Art Informel de Recherche sur la Nature), Digne-les-Bains, (França), com curadoria de Nadine Gomez-Passamar

o Dark Matters. Sala dos fundos à esquerda, CRAC (Centro de Pesquisa de Arte Contemporânea Liceo Artistico Statale '' Bruno Munari ''), Cremona, com curadoria de Dino Ferruzzi e Gianna Paola Machiavelli

o M.P. (Matiиres Premiиres), Centre d'Art Le Parvis, Ibos (França), com curadoria de Odile Biec

o Exposição individual na Lione DocksArtFair c / o Fabio Paris Art Gallery, Brescia

o Ações 2000-2006, Museu Marino Marini, Florença (Itália), com curadoria de Alberto Salvadori e um.título

o Doméstico, Galeria de Arte Fabio Paris, Brescia

EXPOSIÇÕES DE GRUPO selecionadas

Magma_profanazioni , Vinhas Primaterra, Sicília, com curadoria de Giusi Diana

A base que temos em comum , Galleria delle Prigioni, Fundação Benetton, Treviso, com curadoria de Patrizia Boschiero e Nicolas Vamvouklis

Kalucha , Barriera, Torino, com curadoria de Martina Sabbadini e Mattia Solari

Arte e biodiversidade , Bibliothèque des Grands Moulins Université Paris Diderot - Paris 7

Pouco St Water, Museu da Montanha, Torino, com curadoria de Andrea Lerda

Bienal de Paisagem Urbana de Bruxelas 2018, BOZAR Center for Fine Arts, Bruxelas, Bélgica

IperPanalto_exhibition, Fundação Spinola-Banna, Poirino (To), com curadoria de Caretto | Espanha

Retornando à Terra - Ecologia e Urbano, Centro Cultural da Embaixada Italiana, Nova Delhi (Índia), com curadoria do Zero Gravity Collective

KALUCHUA, Treignac Projet, Vieux Pont, (França), coordenado por Martina Sabbadini e Mattia Solari

F. uori / lugar - Open Sky 2018, espaço expositivo Associação Cultural Vincenzo De Luca, Latronico (Pz) com curadoria de Bianco-Valente e Pasquale Campanella

Travessia de fronteira , Palermo, piazza Magione, evento colateral de MANIFESTA 12 - O Jardim Planetário. Cultivando a coexistência de Bianco-Valente e Pasquale Campanell

APRENDIZAGEM GLOBAL. Práticas artísticas e atividades educacionais no Ma * Ga, Ma * Ga - Gallarate Art Museum, com curadoria de Alessandro Castiglioni, Francesca Chiara, Lorena Giuranna

Presente de depósito de arte italiana , Artissima, Torino, com curadoria de Ilaria Bonacossa e Vittoria Martini

[en] contadores - Bori Bunder @ Platform 8, ICIA - The Arts Trust, Mumbai, Índia, com curadoria de Leandre D’Souza (ArtOxygen)

eu anded , Ecomuseu de Cambiano Clay, editado por Caretto / Espanha Depósito de arte italiana presente , Artissima, Torino, com curadoria de Ilaria Bonacossa e Vittoria Martini

Impossível , Spazio Bianco, Torino, com curadoria de Saverio Todaro, Nicus Lucа e Silvano Costanzo

Jardins do Paraíso. Obras-primas de arte do século 15 ao século 21, Filatoio di Caraglio (Cn), com curadoria de Martina Corgnati e Paolo Pejrone (setembro de 2015)

Old song new songs, blank, Turin, curadoria de Carlo Fossati

J’ai pris un pierre pour voir le monde , Le Huit, Paris, com curadoria de Anne-Sophie Luyton

Meteorito no meio ambiente , Novo Espaço de Casso, Casso (Pn), com curadoria de Gianluca d’Incа Levis

De Rerum Natura , Studio La Cittа Gallery, Verona, com curadoria de Angela Madesani

Ad Naturam , Museu Cívico de História Natural de Verona

Meteorito no Jardim , Fundação MERZ, Torino (Itália), com curadoria de Maria Centonze

Meteorito no meio ambiente , Novo Espaço de Casso, Casso (Pn), com curadoria de Gianluca d’Incа Levis

Meteorito no jardim_7 SAÍDA , Museo Riso, Palermo, com curadoria de Agata Polizzi

VIVRE (S) , Domaine de Chamarande, França, com curadoria de Julie Sicault Maille e Lauranne Germond

As paisagens me tentam, sem nenhuma ideia de movimento , Laber, Berchidda, Itália, com curadoria de Giangavino Pazzola

Approches de la nature dans le livre d'artiste, Musée Gassendi, Digne-les-Bains, França. Com curadoria de Anne Mњglin-Delcroix

Sic Vos Nos Vobis (Para você, mas não para você), PAV (Parque de Arte Viva - Centro de Arte Contemporânea), Torino, Itália, com curadoria de Claudio Cravero

Le Pas e a página. Approches de la nature dans le livre d'artiste. Musée Gassendi, Digne-les-Bains, França. Com curadoria de Anne Mњglin-Delcroix

Wetraders - Cedo Criso oferece Cittа, Toolbox, Torino, Itália, com curadoria de Angelika Fitz, Rose Epple, Lisa Parola, Luisa Perlo

o Internacionalismo, PAV (Parque de Arte Viva - Centro de Arte Contemporânea), Torino, Itália, com curadoria de Claudio Cravero

ou А atravessa as montanhas, CeSAC - Centro Experimental de Arte Contemporânea, Caraglio (Cn), com curadoria de a.titolo e Nadine Gomez-Passamar

o Em contexto: public.art.ecology - Food Edition 1, Khoj International Artists 'Association - Nova Delhi (Índia)

o Insolite Parentele, Sala Dogana, Palazzo Ducale, Gênova, com curadoria de Fancesca Busellato

o Italy Young State, Peano Foundation, Cuneo, com curadoria de Enrico Perotto

o Sketches of Space, Mudam Luxembourg (Musйe d'Art Moderne Grand-Duc Jean), com curadoria de Enrico Lunghi, Clйment Minighetti, Marie-Noлlle Farcy et Christophe Gallois

o Sensibili Energie, Galeria Municipal de Arte Contemporânea, Arezzo, com curadoria de Alberto Salvadori e Giovanna Uzzani

o Village Green, PAV (Living Art Park), Torino, com curadoria de Claudio Cravero (2009/2010)

o Plataforma Verde. Arte / Ecologia / Sustentabilidade. Strozzina - Centro de Cultura Contemporânea, Fundação Palazzo Strozzi, Florença

o Música por um longo tempo. e / static, Torino

o 900 '- Cem anos de criatividade no Piemonte. Museu da Campionissimi, Novi Ligure, com curadoria de M. Vescovo

o ECOSOFTART, PAV (Living Art Park), Torino, com curadoria de Claudio Cravero

ou EURASIA. Desvanecimento geográfico da arte. MART (Museu de Arte Moderna e Contemporânea de Trento e Rovereto) com curadoria de Achille Bonito Oliva com a colaboração de: Lorenzo Benedetti, Iara Boubnova, Cecilia Casorati, Hu Fang, Christiane Rekade, Julia Trolp

o Paisagem ZerO, Cascina Le Vallere, Sede do Parque do PO Torinese, Torino, por andrea caretto / raffaella espanha

o Surfaces Disconnected, Palazzo Barolo, Torino, com curadoria de Lisa Parola

o Energias sutis da matéria, Centro de Exposições de Planejamento Urbano, Academia Nacional de Pintura de Xangai e China, Pequim, com curadoria de Marisa Vescovo

o Los Limites del Crecimiento, Sala Alcalа 31, Madrid - com curadoria de Juan Antonio Alvarez Reyes

o Living Material, PAV (Parco d'Arte Vivente), Torino, com curadoria de Ivana Mulatero

o UNTO - Uma experiência alimentar crítica, Palazzo Lucarini Contemporary, Trevi, com curadoria de Maurizio Coccia

o Les Imprevus au jardin, Domaine de la Piece, Saint Gervais sur Mare (França) - por Microclimax

o Bienal Adriático de Novas Artes - Avian, San Benedetto del Tronto (Ap), com curadoria de Antonio Arevalo e Cristiano Seganfreddo

o Natureza da Morte e Ressurreição. Vinte e cinco artistas internacionais por uma ecologia da mente, Borgo Seghetti Panichi, Castel di Lama (AP), com curadoria de Marisa Vescovo

o Indisciplina - três dias de estudo, workshops e eventos, Fundação Lanfranco Baldi, Pelago (Fi), com curadoria de Matteo Chini

o Folhas escritas, Palazzo Tornielli, Ameno (Não), editado por Claudio Cravero e Davide Vanotti

o Spirito Divino, Fattoria Montellori, Fucecchio (Fi), com curadoria de Luca Beatrice e Valeria De Simoni

o MaterialImmaterial - Experimentação de materiais em arte contemporânea, Reitoria da Universidade de Torino, por Officine LAG

o T1- síndrome de Pantagruel, Trienal Tremusei de Turim, Museu de Arte Contemporânea Castello di Rivoli, com curadoria de Carolyn Christov-Bakargiev e Francesco Bonami

o Me & You, (para o ciclo dos Paradoxos da Amizade), Instituto Suíço de Roma - Centro Cultural Suíço de Milão e Fundação Suíça para a Cultura Pro Helvetia de Zurique. Via Farini, Milão, com curadoria de Paolo Bianchi e Barbara Fässler

o Bioarte (Oscar Signorini XXII edition), STUDIO D’ARS Milano, com curadoria de Alberto Mattia Martini

o Chronos, tempo na arte do período barroco à contemporaneidade, CeSAC - Centro Experimental de Arte Contemporânea, Caraglio (Cn), com curadoria de Andrea Busto, Alberto Cottino, Francesco Poli

o O Corredor de Arte para Esporte e Paz, Palazzo della Triennale, Milão, com curadoria de Gabriele Fasolino e Gabriella Serusi

o Jardim Botânico de Parma ao ar livre (curadoria de Marinella Paderni e Isotta Saccani)

o Zooart 2005, Giardini Fresia, Cuneo, pelo comitê artístico do Zooart

o Quarto andar, porta à direita, interfone Luciana, casa de Luciana Littizetto, Torino, com curadoria de Fabio Paris

o Empowerment: Cantiere Italia, Museu de Arte Contemporânea Villa Croce e Villa Bombrini, Gênova, com curadoria de Matteo Fochessati, Marco Scotini, Sandra Solimano

o Jornal 04, Museo Civico al Santo, Padua, com curadoria de Virginia Baradel, Guido Bartorelli e Stefania Schiavon

o Genius Loci, Racconigi Castle Park - To (editado por Guido Curto)

o Como as latitudes se tornam formas - Arte na era global, Fundação Sandretto Re Rebaudengo, Torino, junho - setembro de 2003, com curadoria de Philippe Vergne

o Críticas à obra nº 29: Localização, Galeria Municipal de Arte Contemporânea de Castel San Pietro (Bo), editada por a.titolo

o Artissima, c / o Fabio Paris Art Gallery (Bs), Lingotto Fiere (To)

AÇÕES E INSTALAÇÕES

ou Feira de Mercado IperPIanalto - ação na GAM (Galeria de Arte Moderna e Contemporânea), Torino, Itália, No marco do projeto IperPianalto, com curadoria de Caretto | Espanha

ou Planizale Rest Room - instalação na GAM (Galeria de Arte Moderna e Contemporânea), Torino, Itália, No marco do projeto IperPianalto, com curadoria de Caretto | Espanha

o A Experiência da Pedreira - ação na pedreira de gesso de Moncucco (To) e na pedreira de argila de Cambiano (To), em colaboração com o Geomorfologista prof. Marco Giardino (Universidade de Torino) e Munlab, Ecomuseu de Barro em Cambiano (To). No âmbito do projeto "Vivendo o Mineral", com curadoria de título em colaboração com o Museu Castello di Rivoli de Arte Contemporânea.

o Templo das Sete Ilhas - performance em Chhatrapati Shivaji Terminus (CST) e intervenção no espaço público, Mumbai, Índia (novembro - dezembro 2016), com curadoria de Leandre D’Souza (ArtOxygen)

o EPIDERMA _Brissago Island, Jardim Botânico, Brissago Island, Lago Maggiore, Suíça, no âmbito do ArTransit - Performing Arts in Motion, Performance - Ship | Battello Lago Maggiore, com curadoria de Domenico Lucchini e Barbara Fässler

o EPIDERMA - no âmbito do projeto "Stupinigi Fertile", Parque natural Stupinigi, Nichelino, Itália. Curadoria de Rebecca De Marchi - www.stupinigiferti le

o Matter Museum_Cancelli, instalação permanente no Parco per Cancelli Art Park, Foligno (Pg), no âmbito de Manufatto in situ_2014, com curadoria de Viaindustriae

o Uso Pretendido - práticas de experimentação artística de usos do solo. Promovido pela associação cultural Zerotremilacento, Frosinone www.zerotremilacento.it

o PATH_02 - ação coletiva para percorrer o território dos Parques do Pó e da serra de Turim - Monteu da Pó. Promovida pelo Observatório Paisagístico do Parque do Pó e da serra de Torino (editado por A. Caretto e R. Spagna)

O PATH_01 - Ação coletiva para percorrer o território dos Parques do Pó e da serra de Torino promovida pelo Observatório Paisagístico do Parque do Pó e da serra de Torino, San Sebastiano Pó, 24 de setembro de 2006

O ESCULENTA - Ação coletiva de coleta e consumo alimentar de materiais naturais, instalação e atuação para Cooperativa Piacenza 74 e Val d'Arda, Castello di Rivalta (Pc) e Livraria Fahrenheit, Piazza Duomo, Piacenza. Com curadoria de Antonino Bussandri

O MP_Materie Prime Lipidi + NaOH + H2O, performance para o Festival A-more da Olocolors c / o Diamond, Torino, com curadoria de a.titolo

o UNDERGROUND, instalação e performance e testes de lançamento, performance, para uma vila móvel de ação artística, antigo aterro sanitário em Valle Manina, Asti. Curadoria de Lorenza Zambon e La Casa degli Alfieri

o Vedação 04 e 05 - ação de esgrima de parte do espaço, atuação e instalação, Peecetto (To) e Castel di Lama (AP)

o Cerca 03 - ação coletiva de vedação de parte do espaço, execução e instalação em colaboração com os alunos de doutoramento do Curso de Formação para alunos de doutoramento organizado pelo Centro Interuniversitário IRI (Instituto de Investigação Interdisciplinar em Sustentabilidade), S. Anna di Bellino, Val Varaita (editado por A. Caretto e R. Spagna)

O MP (Matérias-primas): Sativa 1. - Cerealia, performance e instalação, para Munlab, Ecomuseo dell’Argilla, Cambiano (To) (editado por A. Caretto e R. Spagna)

O Villaggio_Formicaio, ação coletiva de escavação e autoconstrução de "tocas" em terra bruta e material vegetal, execução e instalação, para Munlab, Ecomuseo dell’Argilla, Cambiano (To) (editado por A. Caretto e R. Spagna)

o Arranjos, desempenho e instalação. Giardini Fresia, Cuneo, pelo comitê artístico do Zooart

o Recinto 02 - vedação de parte do espaço do Parque do Castelo Racconigi (Para). Intervenção realizada no âmbito da exposição Genius Loci, com curadoria de Guido Curto

o Vedação 01 - vedação de parte da zona do Parco Lungo Fiume, Castel San Pietro Terme (Bo) - Intervenção realizada no âmbito da exposição Localitа (editado por a.titolo)

Arte e Território - no contexto do Master Executive di DESIGN, CRIATIVIDADE E PRÁTICAS SOCIAIS, Unidee Academy e Politecnico di Milano, Cittadellarte Pistoletto Foundation, Biella, 4-5-6 setembro 2020

Prati di Caprara 2100 - Experimentação de uma ontologia selvagem, Academia de Belas Artes Accademia de Bolonha, Itália

Slo w Paisagem , Pianpicollo Selvatico - centro de investigação em Artes e Ciências, Levice (Cn), Itália, em colaboração com Attila Faravelli, encomendado por DAD - Departamento de Arquitetura e Design Departamento de Politécnica de Turim

ou E corpo xpanded # 2 _ Tempo de Habitação. Uma experiência sobre o Tempo no Oasi Zegna ", módulo residencial UNIDEE orientado por Andrea Caretto e Raffaella Spagna com dois convidados: Prof. PhD José D. Edelstein (Físico teórico, Departamento de Física de Partículas, Universidade de Santiago de Compostela) e Prof. Marco Giardino (geomorfologista, Universidade de Torino) | encomendado por Cittadellarte - Fundação Pistoletto, Fundação Biella e Zegna, Trivero (Bi)

ou Hiperplano encomendado por GAM (Galeria de arte moderna e contemporânea), Torino and Spinola Banna Foundation, Poirino (To) - outubro 2017 / junho 2018

ou Pav_Herbarium, PAV (Parc of Living Art) Art Center, Torino

ou Exp corpo andado. Uma experiência imersiva de Oasi Zegna, módulo residencial UNIDEE orientado por Andrea Caretto e Raffaella Spagna com um convidado: Prof. Ernst Zьrcher (Dr. sc. Nat., Engenheiro Florestal ETHZ, Professor em. For Wood Science Bachelor & Master Wood). 26 de junho / 03 de julho de 2017, Cittadellarte, Biella | encomendado por Cittadellarte - Fundação Pistoletto, Fundação Biella e Zegna, Trivero (Bi)

ou Matéria como experiência workshop para Cittа dellar te, Pistoletto Foundation, Biella, Itália, outubro de 2015 www.cittadellarte.it/info.php

ou Exercícios de colonização / Práticas de colonização , Carrara Fine Art Academy, Bergamo, fevereiro de 2015 www.accademiabellearti.bg.iincontri-e-s

ou Esta o que resta do sol / O que resta do sol , workshop para MAGA, Gallarate Contemporary Art Museum, Gallarate, Itália

ou S. baixo Panorama , workshop para a Faculdade de Arquitetura (Politécnico de Torino), Centro Studi Pianpicolllo Selvatico, Levice, Itália

ou EPIDERM - no âmbito do projeto Stupinigi Fertile, encomendado pelo município de Nichelino, Província de Torino, Itália, 2013-2014

ou Zona de Mercado, encomendado pela Art.ur Association, Cuneo, Itália

ou Para trás e para frente_ colonização 02, encomendado por PAV, Parco of Living Art, Torino.

ou Human Microbiome_Workshop 02, encomendado por Connecting Culture, Triennale di Milano, Itália

ou Vila Sistêmica encomendado por G AM (Galeria Cívica de Arte Moderna e Contemporânea), Torino, Itália

o Vila Sistêmica, GAM (Galeria Cívica de Arte Moderna e Contemporânea), Torino

o 1arbre, Digne les Bains, França, no âmbito do Programa Interreg IV Alcotra 74 - VIAPAC - Route de dell'arte contemporain, promovido pelo Conseil gйnйral des Alpes de Haute Provence, Reserva Geologique de Haute Provence, Região do Piemonte, burro. Marcovaldo

o Open_2011 _ art na fronteira, em representação do Distrito Cultural Valle Camonica - oficina com 7 jovens artistas e instalação permanente em Ponte di Legno (Bs)

o Human Microbiome_Workshop, encomendado por LACCA, Liceo Artistico Caravaggio Contemporary Art, Milão, Itália

ou Gramados instáveis - encomendado por Extraordinary Landscape Master (Master Paesaggi Extraordinari), Politécnico de Milão e NABA (New Academy of Fine Art s, Mila n

o Destinos de uso. Práticas de experimentação artística nos usos do solo. workshop e intervenção pública coletiva em nome da Associação zerotramilacento, Frosinone

o Tudo em tudo - encomendado pelo Castello di Rivoli Museu de Arte Contemporânea e Politécnico de Torino

o Jardin Esculenta Lazzaro 02 - Lycйe Pierre-Gilles de Ge nnes, Digne les Bains, França

o COLONIZAÇÃO 01 - Ação coletiva de vida e trabalho em espaço intersticial, para acPav (Living Art Park), Torino, 14-16-20 dezembro 2006

o MOVIMENTO DA TERRA - Fundação Lanfranco Baldi, Pelago (Fi), como parte da revista Indisciplina (com curadoria de Matteo Chini)

o AISTHESIS, seminário teórico-experiencial sobre "Estética e Sustentabilidade" para alunos do Curso de Formação para alunos de Doutoramento, organizado pelo Centro Interuniversitário IRIS (Instituto de Investigação Interdisciplinar em Sustentabilidade, www.iris.unito.it/index.html)

o CLAY AND VILLAGE_FORMICAIO, seminário teórico-experiencial sobre a matéria-prima "clay" com 15 habitantes de Cambiano, para Munlab - Ecomuseo dell’argilla, Cam biano (To)

2014/2015 - AIR Krems, residência artística em Krems (Áustria)

2012 - No contexto: public.art.ecology- Food Edition 1, Khoj International Artists 'Association - Nova Delhi (Índia) março-abril de 2012

ParCoii Residência e exposição coletiva do Public Art Project em Frassineto Po, Torino (Itália), junho - www.parcoii.org

2010-2011 - Moly-Sabata / Fondation Albert Gleizes, Sablons, França, convidado por Art3 (Valence) e CAP Saint-Fons Projeto «De la Vallée de la chimie au Port de Valence. Une expйrience Artistique а l'échelle du paysage "

2008 - CAIRN (Centre d'Art Informel de Recherche sur la Nature), Digne-les-Bains (França), projeto "De la Transformation des Choses"

2007 - Les Imprevus au jardin, residência e exposição coletiva no Domaine de la Piece, Saint Gervaissur Mare, França com curadoria de Microclimax

Colaboração em projetos de ARQUITETURA DE PAISAGEM

2008 - Trabalho de projeto final de um parque costeiro equipado em Senigallia em colaboração com as empresas SEACOOP, Aleph 3 e Arch. Michele Calia

2007 - Vencedores do concurso de ideias "A paisagem redescoberta. Ideias de reorganização, requalificação e reaproveitamento de uma zona de pedreiras ao longo do rio Enza", promovido no âmbito da Bienal de Paisagens de Reggio Emilia. Em colaboração com o estúdio de arquitetos associados da LSB (Giuseppe Dell'Aquila, Luca Pugno, Simone Pugno), SEACOOP (agrônomos Marco Allocco, Giorgio Quaglio), dr. Geol. Nicola Quaranta, Eng, Francesco Tresso

202 0

Arte, alimentação e transformação dos territórios europeus : rencontre avec Caretto et Spain mesa ronde "Changer la façon dont nous cultivons et mangeons par la pratique Artistique", Coal, Paris - webconferência ·

Arte, Ecologia e Pesquisa, ART + Practice 5, Gallery Art Positive e Shield Art Initiative, Nova Delhi, Índia - webconferência

O solo como experiência estética, nos Dias Internacionais de Estudo da Paisagem, Fundação Benetton, Treviso (previsto - fevereiro de 2020)

Pare de falar de Ecologia, Cittadellarte - Fundação Pistoletto, Biella, Itália

o Horcynus LAB Festival // Metamorfose - Fundação Horcynus Orca, Torre Faro (Messina)

ou hiperplano , GAM - Galeria de Arte Moderna e Contemporânea, Torino - conversa com Carolyn Christov Bakargiev e Elena Volpato

o Arte e paisagem , Castelo Roppolo (Para)

o Simpósio Boribunder @ Platform 8: Arte em espaços públicos , ICIA, Mumbai (Índia)

ou O jardim é uma forma de arte viva / O jardim como forma de arte viva, Festival LetterAltura, Verbania (Bi), Itália

O L’autoritй de l’artiste en rйsidence, painel internacional organizado pela Universidade Franзois Rabelais de Tour, França. 23 de maio de 2014

O Simpósio Arte e Etnobotânica, painel internacional organizado pelo CIAP Vassiviиre, Centro Internacional de Arte e Paisagem, França. 5-7 de setembro de 2014

Www.ciapiledevassiviere.com/en/actualites_evenements.aspx?id=230


原始 上传 日志

Esta imagem é um trabalho derivado das seguintes imagens:

  • Arquivo: Taro_leaf_underside, _backlit_by_sun.jpg licenciado com Cc-by-sa-3.0, GFDL
    • 2010-11-30T12: 21: 09Z Avenue 3072x2238 (2075775 Bytes) Clone os pixels presos, reduza o CA.
    • 2010-02-21T00: 31: 48Z Avenue 3072x2238 (2272011 Bytes) <> | Fonte = <> | Autor = [[Usuário: Avenida | Avenida]] | Data = 2010-02-21 | Permissão = | other_versions = >> [[Categor

40 ms 3,4% Scribunto_LuaSandboxCallback :: fetchLanguageName 40 ms 3,4% format 20 ms 1,7% Scribunto_LuaSandboxCallback :: getEntity 20 ms 1,7% Número de entidades da Wikibase carregadas: 1/400 ->


Chan-Palay V, Nilaver G, Palay SL, Beinfeld MC, Zimmerman EA, Wu J-Y, O'Donohue TL (1981) Chemical heterogeneity in cerebellar Purkinje cells: Existence and coexistence of glutamic acid descarboxylase-like and motilin-like immunoreactivities. Proc Natl Acad Sci USA 78: 7787-7791

Chan-Palay V, Lin CT, Palay SL, Yamamoto M, Wu J-Y (1982) Taurine in the mamífero cerebellum. Demonstração por autorradiografia com 3 H taurina e imunocitoquímica com anticorpos contra a enzima sintetizadora de taurina, cisteína-ácido sulfínico descarboxilase. Proc Natl Acad Sci USA 79: 2695-2699

Clairambault P, Pairault C, Fasolo A (1986) Conexões habenulares no cérebro da salamandra, Triturus cristatus carnifex Laurenti. Hirnforsch 27 (I): 111-119

Clairambault P, Pairault C, Timmel JF, Fasolo A (1988) Organização e desenvolvimento do pálio em Anfíbios, 11º Encontro Anual da European Neuroscience Association, Zürich (Resumo)

Contestabile A, Poli A, Migani P, Cristini G, Bissoli R (1981) A neurotoxicidade do ácido kainico não depende da entrada retinal intacta no tectum óptico do peixinho dourado. Brain Res 213: 1-8

Dale N, Roberts A, Ottersen OP, Storm-Mathisen J (1987) A morfologia e distribuição de “células Kolmer-Agduhr”, uma classe de neurônios de contato com o líquido cefalorraquidiano revelados na medula espinhal do embrião de sapo pela imunocitoquímica GABA. Proc R Soc Lond [Biol] 232: 193–203, a

Dale N, Roberts A, Ottersen OP, Storm-Mathisen J (1987) O desenvolvimento de uma população de neurônios da medula espinhal e suas projeções axonais reveladas pela imunocitoquímica GABA em embriões de rã. Proc R Soc Lond [Biol] 232: 205-215, b

Fasolo A, Andreone C, Goos T (1984) Gonadotropin liberando hormônio-like immunoreactivity in the brain of the crested newt. I Congresso da Sociedade Italiana de Neurociências, Roma (Resumo)

Fasolo A, Franzoni MF, Mazzi V, Perroteau I, Danger JM, Vaudry H (1987) Innervation of the hypophysial pars intermedia in the newt Triturus cristatus e controle da liberação de alfa-MSH. X. Simpósio de Neurossecreção. Bristol (Resumo)

Fasolo A, Sassoe 'Pognetto M, Mazzi V, Clairambault P, Pairault C (1988) A organização do prosencéfalo em Urodela e a evolução do cérebro do tetrápode. Boll Zool Suppl (no prelo)

Flugge G, Oertel WH, Wuttke W (1986) Evidence for estrogen-receptive GABAergic neurons in the preoptic-anterior hypothalamic area of ​​the rat. Neuroendocrinologia 43: 1-5

Franzoni MF, Morino P, Calza 'L, Giardino L (1987) Central GABAergic systems in the aphibians: an immunohistochemical and autoradiographic study. VI Congresso da Cell Biology and Differentiation Association. S. Margherita (Itália) (Resumo)

Goos TNJ, Ligtenberg PJM, Oordt PGWJ van (1976) Estudos de imunofluorescência sobre hormônio liberador de gonadotrofina (GRH) no prosencéfalo e na neuropipófise do sapo verde, Rana esculenta L. Cell Tissue Res 168: 325-333

Gruberg ER, Greenhouse GA (1973) Síntese de neurotransmissor no tectum da salamandra tigre Ambystoma tigrinum. Brain Res 61: 435-437

Harandi M, Didier M, Aguera M, Calas A, Belin MF (1986) GABA e padrão de serotonina (5-TH) nas fibras supraependimárias do epitálamo de rato: estudos radioautográficos e imunocitoquímicos combinados. Efeitos do conteúdo de 5-HT na acumulação de 3 (H) -GABA. Brain Res 370: 241-249

Herrick CJ (1948) O Cérebro da Salamandra Tigre. University of Chicago Press, Chicago, Illinois

Kah O, Dubourg P, Martinoli MG, Rabhi M, Gonnet F, Geffard M, Calas A (1987) Central GABAergic innervation of the pituitary in goldfish: a radioautographic and immunocytoochemical study at the electron microscopic level. Gen Comp Endocrinol 67: 435-437

Larsen P, Racagni G, Müller EE (1979) Dual γControle do ácido -aminobutírico da secreção de prolactina no rato. Endocrinologia 105: 778-785

Leranth C, Mac Lusky NJ, Sakamoto H, Shanabrough M, Naftolin F (1985) Glutamic acid decarboxylase-containing axons synapse on LHRH neurons in the rat medial preoptic area. Neuroendocrinology 40:536–539

Lu SM, Lin CS, Behan M, Cant NB, Hall WC (1985) Glutamate decarboxylase immunoreactivity in the intermediate grey layer of the superior colliculus in the cat. Neuroscience 16 (I)123–131

Makara GB, Stark E (1974) Effect of gamma-aminobutyric acid (GABA) and GABA antagonist drugs on ACTH release. Neuroendocrinology 16:178–190

Matute C, Streit P (1986) Monoclonal antibodies demonstrating GABA-like immunoreactivity. Histochemistry 86:147–157

Montgomery N, Fite KV, Taylor M, Bengston L (1982) Neural correlates of optokinetic nystagmus in the mesencephalon of Rana pipiens: A functional analysis. Brain Behav Evol 21:137–150

Mugnaini E, Oertel WH (1985) GABAergic neurons and terminals in the rat CNS. In: Björklund A, Hökfelt T (eds) Handbook of chemical neuroanatomy (4) Elsevier, Amsterdam New York Oxford, pp XXIII-638

Northcutt RG (1984) Evolution of the vertebrate central nervous system: patterns and processes. Am Zool 24:701–716

Northcutt RG, Kicliter E (1980) Organization of the amphibian telencephalon. In Ebbesson SOE (ed) Comparative neurology of the telencephalon. Plenum Press, NY London, pp XXI-556

Parent A (1986) Comparative neurobiology of the basal ganglia, Wiley J and Sons, Chichester, Brisbane, Toronto, Singapore, pp X-335

Rhabi M, Onteniente B, Kah O, Geffard M, Calas A (1987) Immunocytochemical study of the GABAergic innervation of the mouse pituitary by use of antibodies against gamma-aminobutyric acid (GABA). Cell Tissue Res 247:33–40

Roberts A, Dale N, Ottersen OP, Storm-Mathisen J (1987) The early development of neurons with GABA immunoreactivity in the CNS of Xenopus laevis embryos. J Comp Neurol 261:435–449

Seguela P, Geffard M, Bujis RM, Le Moal M (1984) Antibodies against γ-aminobutyric acid: specificity studis and immunocytochemical results. Proc Natl Acad Sci USA 81:3888–3892

Sternberger LA, Hardy Jr LA, Cueulis J, Mayer HG (1970) The unlabelled antibody enzyme method of immunocytochemistry. Preparation and property of soluble antigen-antibody complex (horseradish peroxidase anti horseradish peroxidase) and its use in the identification of spirochetes. J Histochem Cytochem 18:315–333

Székely G (1973) Anatomy and synaptology of the optic tectum. In: Jung R (ed) Handbook of sensory physiology (VII/3). Springer, Berlin Heidelberg New York, pp 1–26

Taleisnik S, Celis MA, Tomatis ME (1974) Release of melanocyte stimulating hormone by several stimuli through the activation of a 5-HT mediated neuronal mechanism. Neuroendocrinology 13:327–333

Tappaz ML, Brownstein MJ, Kopi IJ (1977) Glutamate decarboxylase (GAD) and γ-aminobutyric acid (GABA) in discrete nuclei of hypothalamus and substantia nigra. Brain Res 125:109–121

Tappaz ML, Wassef M, Oertel WH, Mugnaini E (1983) GABA and adenohypophyseal function: immunocytochemical evidence. In: Endroczi E (ed) Integrative neurohumoral mechanisms, Elsevier Science Publishers, Amsterdam New York Oxford, pp 319–330

Tappaz ML, Bosler O, Paut L, Berod A (1985) Glutamate decarboxylase-immunoreactive boutons in synaptic contacts with hypothalamic dopaminergic cells: a light and electron microscopy study combining immunocytochemistry and radioautography. Neuroscience 16 (I):111–122

Theodosis DT, Paul L, Tappaz ML (1986) Immunocytochemical analysis of the GABAergic innervation of oxytocin and vasopressin-secreting neurons in the rat supraoptic nucleus. Neuroscience 19:207–222

Verburg-van Kemenade BML, Jenks BG, Driessen AGJ (1986) GABA and dopamine act directly on melanotropes of Xenopus to inhibit MSH secretion. Brain Res Bull 17:697–704

Verburg-van Kemenade BML, Jenks BG, Houben AJHM (1987) Regulation of cyclic-AMP synthesis in amphibian melanotrope cells through catecholamine and GABA receptors. Life Sci 40:1859–1867

Villani L, Contestabile A, Niso R (1982) Electron microscopic demonstration of neurons and synaptic terminals selectively accumulating 3 (H)GABA in goldfish optic tectum. Bas Appl Histochem 26:185–191

Vincent SR, Hökfelt T, Wu JY (1982) GABA neuron systems in hypothalamus and pituitary gland: immunohistochemical demonstration using antibodies against glutamate decarboxylase. Neuroendocrinology 34:117–125

Wada M, Urano A, Gorbman A (1980) A stereotaxic atlas for diencephalic nuclei of the frog, Rana pipiens. Arch Histol Jpn 43:157–173

Wallis CJ, Luttge WG (1980) Influence of estrogen and progesterone on glutamic acid decarboxylase activity in discrete regions of rat brain. J Neurochem 34:609–613

Wicht H, Himstedt W (1988) Topological and connectional analysis of the dorsal thalamus of Triturus alpestris (Amphibia, Urodela, Salamandridae). J Comp Neurol 267:545–561

Yates RRA, Taberner PV (1975) Glutamic acid, GABA and their metabolizing enzymes in the frog central nervous system. Brain Res 84:399–407

Yücel YH, Hindelang C, Stoeckel ME, Bonaventure N (1988) GAD immunoreactivity in the pretectal and accessory optic nuclei of the frog mesencephalon. Neurosci Lett 84:1–6


Video: Российский трюфель - поиск с микологом Вишневским,


Artigo Anterior

Informações sobre a agave

Próximo Artigo

DRYADE A 8 PETALES - Semeando, plantando, mantendo -